Os Estilos Sertanejo e Country

WhatsApp Image 2021-11-03 at 22.20.05
Sem categoria

Os Estilos Sertanejo e Country

Pra quem acha que só os fazendeiros e peões usam chapéus, botas e fivelas, está bastante enganado. Esses acessórios fazem parte de um estilo de se vestir e de se portar. Estamos falando da moda country. Um estilo que impõe personalidade e grande admiração pelos que influenciaram essa tendência e que possuem costumes abstraídos do mundo específico dos que convivem com as plantações e criações de animais presentes de ponta a ponta nos 8.516.000 quilômetros quadrados brasileiros. Estamos falando dos segmentos agropecuários que movimentam cerca de 9,81% do PIB brasileiro de acordo com as pesquisas realizadas pelo Cepea ( Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada ) , da Esalq/USP, em parceria com a CNA( Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil ). São bilhões movimentados no comércio interno e externo brasileiro e com eles, suas milhares atividades produtivas, comerciais, publicitárias e até culturais. Todos esses aspectos contribuem para as tendências para os estilos sertanejos e countrys, em especial na cultura. Costumes inspirados por esse poderoso segmento se mantêm constantes nas movimentos brasileiros e podem ser constatados nos eventos. As músicas, danças e caracterizações desses estilos são fortemente apreciados pelos brasileiros.

As músicas sertanejas são amplamente apreciadas e até mesmo “exportadas” para outros países. Elas também movimentam milhões no mundo do entretenimento. Mas elas foram parcialmente inspiradas no movimento country, que tem seu surgimento registrado nas linhas de sua história o surgimento na década de 1920, tendo a zona rural dos Estados Unidos como cenário de referência. Dessa época, destaca – se “Jambalaya”, de Han William – considerada a 1ª canção country. Houve uma íntima relação com o meio rural a partir dessa época nos locais considerados “berços countrys americanos”, como Tennessee, Virgínia e Kentucky. A música country foi a partir daí a inspiração da moda country, provocando a forte ligação de pertencimento às atividades praticadas na terra, criando desde então grande influência mundial. Só a partir de 1940 que o termo Country passou a ser usado.

A dança country então virou moda pelo mundo afora. Com ritmos empolgantes, figurinos charmosos e característicos dos seus meios, as coreografias em suas maiorias eram praticadas em conjunto com os grupos que se dedicavam aos seus ensaios. Até hoje, ela tem seus fiéis adeptos inclusive, no Brasil.

Já a música e a dança sertanejas seguem em seus estilos fortes semelhanças com o country: as paixões nas composições musicais, as semelhanças nos estilos de roupas e comportamentos fizeram uma ampla conexão entre eles. No Brasil o gosto pelo sertanejo é amplo e consistente. As casas noturnas, bares, eventos particulares e populares comprovam tal preferência. Os artistas de tal segmento se tornam consagrados pelo gosto popular brasileiro. A dança que é uma prática quase que unânime nos eventos, também é símbolo de interações entre as pessoas e seus momentos de vida.

Os estilos sertanejos e countrys são evidenciados pela “galerado chapéu” como formas comportamentais de quem tem bom gosto e estilo com muito orgulho e segue presente na movimentação social de todo o planeta.