A Atuação dos Candangos na Construção de Brasília

WhatsApp Image 2021-04-19 at 22.42.23
Sem categoria

A Atuação dos Candangos na Construção de Brasília

Oriundos de várias partes do país, trabalhadores que traziam em suas bagagens  “ ricas “  no que dizia respeito aos sonhos e esperanças e  “ pobres “ no que dizia respeito aos seus pertences e em muitas vezes em suas condições físicas e psicológicas, chegaram ao interior do estado de Goiás em condições precárias para construírem Brasília. Transportados por ônibus em péssimas condições ou em carrocerias de caminhões, esses sonhadores que criaram inúmeras esperanças ao se direcionarem à Companhia Urbanizadora da Nova Capital ( a Novacap ) para se cadastrarem no Instituto de Imigração e Colonização ( Inic ), se instalaram em 1957 no terreno brasiliense. Os primeiros 256 migrantes em sua maioria, procediam do Norte e Nordeste. Muitos nem bagagem tinham, apenas a roupa do corpo e a esperança de alcançarem dias melhores, além vontade de um dia regressarem para suas terras natais com melhores condições de vida para seus familiares.

As condições eram muito precárias: em meio ao mato e à poeira, se alojavam em barracões de madeira, após se submeterem à uma longa fila que os cadastraram como construtores da capital brasileira: os futuros CANDANGOS! Assim foi a denominação atribuída aos trabalhadores que edificaram esses grandes monumentos de concreto, ferro, aço e vidro que hoje se apresentam majestosos nas fotos que são registradas pelos turistas que se deslumbram pelas obras que se ostentam em Brasília.

Ao encararem os trabalhos exaustivos, suas jornadas variavam entre 12 à 16 horas por dia. Seus salários eram pagos por horas. O lazer deles, era contar histórias do passado, das pessoas que tinham deixado em suas terras de origem. Os relatos eram chocantes de acidentes e até falecimentos que ocorriam entre os profundos buracos cavados para grandes alicerces, projetos para enormes edificações ou até de quedas de altíssimas estruturas. Esse período de construção durou cerca de três anos – pelo menos seus principais prédios.

Dessa marcante história dos Candangos, há relatos de alguns que  conseguiram alcançar sonhos, outros permaneceram morando na capital do país em continuidade às suas vidas profissionais – os quais também continuaram sendo chamados de Candangos, como assim também foram chamados os  primeiros moradores.  Mas houveram os que  nem conseguiram regressar, pois doaram muito mais que suas lágrimas e suor, perderam suas vidas. Hoje, o Memorial Dois Candangos merece relembrar com glória o esforço desses construtores de Brasília, que doaram seus trabalhos com determinação alimentada pela esperança e pelo sonho!