A Observância dos Hábitos de Higiene na Culinária

WhatsApp Image 2021-03-17 at 09.38.56 (2)
Gastronomia

A Observância dos Hábitos de Higiene na Culinária

Por Aglae Gontijo

Nunca esteve tão em alta a importância de se atentar para a observação das medidas de higiene adotadas ao se manipular os alimentos. Mais que uma questão de hábitos, tornou – se uma questão de sobrevivência em tempos de pandemia.

Dentro de casa, todos nós temos nossas manias e hábitos de higiene. Ao adquirirmos produtos comestíveis, principalmente, um dos pontos que mais olhamos normalmente é justamente esse aspecto. Dai então, faço duas perguntas para você:

A primeira: Chegando a um restaurante, percebo que o uniforme dos garçons e atendentes estão sujos, rasgados  e gastos, os sapatos velhos e sujos, barba por fazer, cabelos soltos, sem touca, unhas sujas. O que você faz?

(  ) Nem fico. Vou embora.
(  ) Fico e como, afinal o que eu vi não afeta a cozinha.
(  ) Vou embora e falo pra todo mundo o que vi.

A segunda: Vou a uma doceira encomendar uns  doces para uma festa. Ao chegar no local, a doceira está enrolando os doces sem touca, aliança no dedo, unhas compridas vermelhas e com roupas de ficar em casa. O cachorro transita pela cozinha e na pia há vários pratos e copos sujos. O que você faz?

(  ) Encomendo mesmo assim, o que importa é o gosto.
(  ) Encomendo mesmo assim, o importante é o preço.
(  ) Dou uma desculpa e vou embora, afinal a saúde dos meus convidados vale muito mais.

Parecem coisas bobas de se perguntar, mas são essas coisas que farão diferença em sua festa ou evento. Há normas técnicas a serem seguidas por todos os profissionais que trabalham no ramo alimentício. Como consumidor, devemos observar esses detalhes.

Desde 2004, temos como norte a ser seguido a RDC 216 ( regulamentação de práticas de acordo com a legislação direcionada pela diretoria colegiada da Agência  Nacional de Vigilância Sanitária ) , que apresenta um conjunto de regras e normas importantes,os  quais regem o dia a dia de uma cozinha.

  1. Boas práticas – Procedimentos que devem ser adotados por serviços gastronômicos para garantir qualidade higiênico-sanitária e a conformidade dos alimentos com a legislação sanitária.
  2. Higienização – Compreende duas etapas: limpeza e desinfecção.
  3. Limpeza é o processo de remoção física de substâncias minerais ou orgânicas.
  4. Desinfecção é a forma de usar mais algum método físico ou químico para retirada de microorganismos.
  5. Contaminação de Alimentos – A maior fonte de contaminação é a manipulação incorreta em alguma etapa do processo alimentar (produção, colheita, transporte, porcionamento, comercialização, preparo, preparação para o consumo).
  6. Contaminação Cruzada – Processo onde ocorre de resíduos de um tipo de alimento acabar em um outro alimento.

A  busca pela qualidade de vida torna – se cada vez mais criteriosa e parte diariamente de um cotidiano processo de atenção voltada para os cumprimentos de práticas de higiene que promoverão a alimentação adequada e conseqüente saúde. Vale à pena se atentar!