Mulheres se Encorajam para Denunciar a Violência Doméstica

WhatsApp Image 2021-03-11 at 09.50.21
Empoderamento Feminino

Mulheres se Encorajam para Denunciar a Violência Doméstica

Zuleika Lopes

O quão importante é a mulher saber ler e escrever. Bilhetes escritos às pressas e muitas vezes com erros de português, tem salvado vidas país a fora. Oprimidas e desesperadas dentro de seus lares, mulheres se enchem de coragem e escrevem em busca de uma liberdade que parece que nunca vem. E o melhor destas histórias escritas em pequenos pedaços de papéis é o resultado da população que passou a acreditar e a desempenhar um papel fundamental na preservação de vidas de mulheres e crianças. Quem recebe os bilhetes, passa à frente e aciona a ajuda.

Sempre penso que ao escrever sobre violência doméstica alcanço poucas pessoas. Quase ninguém se manifesta nas redes sociais ou nos grupo de whatsapp. Mas, aos poucos, as mensagens chegam. Talvez, tempos atrás, se um bilhete de socorro chegasse às mãos de um homem, certamente seria rasgado. Mas o que se vê é um trabalho de formiguinha feito por entidades como o Instituto Feminicídio Não, de conscientização masculina. Sim, porque o homem precisa ser tratado e cuidado desde a infância para não reproduzir na fase adulta os modelos de agressividade e machismo dos pais.

Na última semana, o bilhete de socorro foi entregue em uma agência bancária de Sobradinho, no Distrito Federal. A mulher foi resgatada e encaminhada à Casa Abrigo mantida pelo GDF, através da Secretaria da Mulher, juntamente com seus dois filhos. No mês passado, um bilhete foi entregue em uma escola pública no interior de São Paulo. Em ambos os casos, os agressores estavam do lado de fora. Ou seja, as acompanhavam em todos os lugares para não darem chances das vítimas escaparem ou pedirem ajuda. Então, vamos formar uma corrente para ensinar às mulheres que ainda não sabem ler ou escrever. Podem procurar, pois devem existir muitas ainda. Uma lição de cidadania paratodos nós!